quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

É BOBAGEM!

   Já parou pra pensar em quanta bobagem as pessoas dizem?
   Já parou pra pensar em quanta bobagem as pessoas fazem?
   Já parou de pensar em bobagens?
   Já parou pra pensar?

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

COTAS

   Quantos beijos são necessários até um encontro com o amor?
   Quantas lágrimas, até perdoarmos a nós mesmos?
   De quantos erros precisamos para alcançar o início de nossa redenção?
   Quantas respostas negativas temos que ouvir até o desejado``sim´´?
   Quanta liberdade deixamos de sentir por nos prendermos em nossa cadeia interior, nosso isolamento sofrido?
   Quantas canções precisamos ouvir para escutar a voz que vem da parte mais profunda de nós mesmos?
   Quanto?E como?Onde e por quê?
   Talvez eu não saiba ao exato, ao extremo, com toda a eficácia descritiva da perfeição,quem eu sou.Mas sei com todas as letras quem não sou : não sou alguém que não pensa nessas coisas.

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

MISCELÂNIA DE EMOÇÕES

Sinto a necessidade de, mais do que existir, ser.E com essa necessidade, nasce em mim o sonhar.Dele emerge a noção assombrosa do infinito e a confirmação individual que tenho sempre presente em mim de que não existe o impossível.Dessas certezas, abruptamente me transporto para a tenebrosa sensação do medo, e pela primeira vez temo falhar, não poder chegar onde desejo, ser insuficiente para os sonhos que almejo.Mas, num instante, sou arrancado desse medo por uma sensação de coragem indestrutível, e recordo do infinito que provém de mim.E nesse momento, em que penso estar me lembrando dele, na verdade estou descobrindo-o dentro de meu ser.De meu SER!Descubro então que mais do que existir, sou. Descubro em mim um desejo de sentir que aflora-se ainda mais do que antes pela extensão de minha alma.Descubro que não é a chegada em si que me torna um(a) vencedor(a),pois este é um momento muito pequeno para ser a motivação unica de um personalidade que deseja a riqueza do ser.Descubro que a vitória é a própria caminhada, e mesmo as dores em seu percurso.Percebo então o aprendizado que conquistei, com a certeza de que a vida me será grata pelo simples fato de ter me visto respeitar os valores do coração.Há uma lei universal, talvez a mais sábia delas, que conhecemos como Lei do Retorno.Nunca a senti mais verdadeira que agora, embora saiba que amanhã a sentirei com ainda mais ardor do que hoje.Sinto, enfim, a felicidade de ser quem eu sou, de me orgulhar de minha história pessoal e de minha essência.E acima de tudo, sinto sentido verdadeiro em minha capacidade de amar e emocionar.

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

POR ONDE ANDARÁ NOSSA INTELIGÊNCIA?

Nós, seres humanos, frequentemente nos orgulhamos e nos gabamos daquilo que, em tese, nos diferencia e nos coloca num patamar superior ao das outras espécies tão belamente geradas pelos arroubos de vida da Mãe-Natureza, ou seja, a inteligência, a capacidade de discernimento, a razoabilidade,o dom de pensar e pesar nossas possibilidades tranformando-as em escolhas satisfatórias à nossa existência e sobrevivência.
Estou de acordo com a idéia de que essa característica nos trouxe até os dias atuais, de que ela foi a responsável pela criação da cultura humana e de sua evolução através dos séculos até sua chegada ao ponto em que hoje se encontra.Não me restam dúvidas de que essa qualidade humana evoluiu conosco,era após era humana.
O que me pergunto de verdade é se não estamos, ou pelo menos parte de nós, perdendo tão estimada virtude.Se não estaremos perdendo nossa tão preciosa cultura erguida durante séculos de aperfeiçoamento para sermos engedrados por gostos sociais ridiculamente vis e diminuidores de nossa capacidade intelectual.
Por quê me faço essas perguntas?Simplesmente olhe a sua volta.Nossa MÚSICA tem sido vitimada por certos barulhos que comumente as pessoas chamam de canções.Nossa LITERATURA vem sendo degradada por pessoas consideradas nos dias atuais como  escritores.Qualquer um hoje pode ser pintor.Absolutamente qualquer um pode se tornar celebridade e ter a admiração de todos sem nem ao menos fazer algo de produtivo, e sem sequer se dar conta ou se importar com o fato de que a mídia molda as pessoas.Parece que as pessoas estão perdendo seu senso de exigêrncia.O que, afinal, acontece conosco?
Se quer um exemplo recente, aí vai:ainda ontem, o animador Silvio Santos apresentou no quadro VALE TUDO de seu programa uma disputa entre quatro apresentações, as quais se poderia descrever como um homem que choca o rosto contra estilhaços de vidro e transpassa arame entre a pele ao redor dos lábios,um grupo de motoqueiros especializados em acrobacias para grandes eventos, um tenor de grande talento, além de um trio de garotos dançando ultra-semi-nus uma dança muito pouco elaborada e cujo ensaio foi obviamente escasso.E o melhor, perdão, o pior de tudo foi a classificação final desses tipos,os motoacrobatas,o trio seminu, o amante dos vidros e arames,e o tenor RESPECTIVAMENTE.
É isso aí!Que mundo é este em que preferimos ver danças sem nenhum conteudo artístico e mazoquismo à boa música.Quero ainda deixar claro que nada de ruim tenho a dizer sobre a apresentação acrobática, que também é uma bela forma artística, e que nesse caso, foi muito bem executada.Acho inclusive que esta apresentação esteve no mesmo nível de talento que a do tenor.Deixo aqui meus parabéns a esses dois TALENTOS DE VERDADE!
Ainda assim, acredito na reabilitação de nosso bom gosto, de nossas exigências culturais.Deixo eu aqui minha colaboração para esse retorno.

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

A ESPERANÇA DO SONHO

``De onde vens?´´
``Da Terra dos Sonhos.´´
``Então este é o lugar certo para você.Veja as letras na placa:Terra das Realizações.Que caminho te trouxe até aqui?´´
``A Estrada da Crença.´´
``Você veio pelo caminho mais longo entre os que entermeiam as duas terras.O caminho mais belo e evolutivo também.Há ainda a Estrada da Falta de Escrúpulos, menor,entretanto feia e regressora.Sejam bem-vindos, você e seu limpo sonho...´´

Os sonhos e os sonhadores têm entre si uma ligação muito forte, inesquecível, embora ela não seja a toda prova inquebrável.
O sonho e aquele a quem pertence se alimentam reciprocamente.O sonhador dá forças para que sua aspiração inicial tome forma e se desenvolva, para que ela cresça ilimitadamente  dentro do espaço do seu coração, este que, por sua vez, tem o tamanho de sua alma;da mesma forma, osonho dá coragem ao sonhador, para que este consiga sempre crer em seus desejos íntimos e lutar por eles, por sua concretização.
Mas acontece, por vezes, o triste acontecimento de sonho e sonhador se separarem: um fato tão desolador para um quanto para outro.E os dois desistem-se no mesmo instante: no segundo em que o sonhador abdica do sonho, o sonho o abandona, seguindo de uma vez por todas seu caminho, buscando alguém que realmente acredite nele com todas as forças.
Essa separação, embora permanente, nunca é total.É como quando seus pés deixam a praia num entardecer:suas pegadas continuam a lembrar os grãos de areia de sua presença.Do mesmo modo, um sonho deixa seus rastros naquele que dele desiste, trazendo sempre uma teimosa tristeza pelo que não foi vivido, pelo inconquistado.O sonho que parte também sempre se lembrará daquele que um dia até lhe deu abrigo, mas não pôde compreendê-lo e lutar por ele, pesaroso por seu desistente não ter conseguido alcançar a felicidade que tanto almejava quando o sonho o habitava.
``Por que ele desistiu de mim?´´, por vezes o sonho se perguntará.Ele terá razão em ficar confuso, toda a razão.Pois o preço de lutar por um sonho é exatamente o mesmo que se paga por descartá-lo.O que muda é a recompensa: a luta traz uma autorealização e uma felicidade indescritíveis;o descarte traz uma constante sensação de covardia e fraqueza.
A dissolução sonho-sonhador, embora triste, não faz com que o sonho se ressinta com o sonhador que se rebelou, pois o sonho sabe bem que o maior mal que o sonhador causou foi a si mesmo.Ele apenas sente, sente por não podermais abraçar quem tanto amara.
Ah!,quase me esqueço:o sonho me pediu - num sonho, que irônico! - que eu mandasse um recado de suma importância a todos.Suas palavras exatas foram:
``Não desacreditem-me e eu nunca os deixarei.O sonho nunca morre, e o sonhador também não precisa morrer.Quem acredita sempre encontra a sua felicidade.Pois a felicidade é a filha mais bela do sonho e do tempo.E o tempo sempre favorece o sonho.Eu sei, pois carrego todos os sonhos do mundo, inclusive o seu.´´

sábado, 1 de outubro de 2011

O INFINITO É O LIMITE

Sonhar é viajar por caminhos infinitos como o Universo.Para alguns, estes caminhos são dourados; para outros, azuis.Não importa se róseos como um céu de outono, se verdes como um olhar de esperança, se prateados como delírios de amor, liláses como a alma pura de uma criança, se brancos, ofuscantemente brancos como uma inabalável fé no que é pouco provável : todos os caminhos do sonho são perfeitamente possíveis.Impossível é só uma palavra.Ou melhor, um nome para designarmos tudo aquilo de que desistimos.Tudo aquilo que não alcançamos por falta de coragem, força, fé ou persistência.
Nossos sonhos nos levam onde queremos.Mas devemos nos permitir sonhar primeiro.E sonhar ilimitadamente.Pois sonhar pouco é bobagem.Pode-se e deve-se sonhar grandemente.É o primeiro passo.Depois devemos planejar a realização desses sonhos e, finalmente,ir à luta, guerrear por eles, até que aconteçam, diante de nossos olhos,fazendo-os brilhar, embargar e sorrir.Nesse momento, então, nossos corações também sorriem, e lembram a frase:`Tudo vale a pena, se a alma não é pequena.´
Uma alma tem o tamanho exato  dos sonhos que carrega.Uma grande alma, assim, carrega sempre um grande ideal, e não desiste dele nunca.Ela sabe que desistir dele é desistir do amor, da felicidade, da vida.De si mesma.E também sabe que seguí-lo é amar, ser feliz, viver. Amar a si. Ela sabe que há uma relação inseparável entre ela e ele: a alma sonha porque vive, evive porque sonha. E este é um ciclo constante e eterno. Um circulo vicioso que só traz boas coisas.
Não deixe de sonhar.Não deixe de nutrir pela vida uma eterna gratidão, e também uma eterna cobrança. Uma cobrança positiva.Cobrança de quem busca crescer, conquistar, conhecer, tocar,viver no sentido da palavra.De quem planeja tudo visando a autorealização, e que, ainda assim, jamais deixa que seus desejos prejudiquem qualquer que seja.De quem tem sonhos limpos, irrepreensíveis.De quem almeja tudo, ainda que tenha nada além de sonhos.De quem tem a convicção de que nada o pode deter, porque tem tudo - o dom de sonhar.

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

CONECTIVIDADE

Estar conectado.Eis uma expressão largamente utilizada em nossa contemporânea era virtual, formada através daqueles que não dispensam  a adesão permanente a este formidável mundo, independentemente de suas preferências, que podem englobar desde sites de pesquisa até redes de relacionamento e espaços de compartilhamento de tendências e cultura, passando, entre outras tantas modalidades, pelos games online, tão amados pela já famosa Geração Y.
A verdade é que a conexão mundial via web tem mudado  por completo a vida de milhões de pessoas pelo mundo, e em escala ainda maior, a sociedade como um todo.Ela é uma ferramenta de entretenimento, informação, relacionamento, educação e - por quê não? -inclusão social.Termos como Google e Orkut não por acaso povoam nosso cotidiano.Estamos em frente à rede do presente e, certamente, do futuro.Não há como negar sua importância, nem mesmo como diminuí-la.
É fato que a conectividade também traz algumas desvantagens consigo,como aliás acontece em tudo no mundo.Problemas esses de ordem econômica e social, para dizer o mínimo.Mas para combatê-los existem macetes.Medidas que podem resumir-se a uma única idéia: bom-senso.Sabe, aquela expressão de duas palavrinhas, sinônimo de prudência.Então. Ela mesma.Ela faz com que possamos desfrutar de todas as vantagens do maravilhoso mundo virtual, e ainda nos protege de suas possíveis armadilhas.
Muitos adjetivam a Internet como viciante.Salvo certas exceções, não diria que o internauta adquira um vício, mas sim um hábito.Afinal quem não se habituaria a um ¨lugar¨ em que se pode conversar com os amigos que possui, fazer novas amizades (que na dominante maioria das vezes se teria possibilidade nula de conhecer se não fosse pelas redes sociais), organizar seus contatos, calendário e predileções, comprar, ampliar seus horizontes geográficos e linguísticospesquisar os mais diferentes assuntos, ler e compartilhar suas opiniões, hein?
Confesso estar demasiado acostumada a este mundo ilimitado em opções.Cada dia mais habituada (ou viciada, se você vai mesmo insistir nesse assunto!).ADORO o Google!AMO o Orkut!NÃO VIVO sem o Facebook!Tenho e-mails, MSN, blog (a partir deste texto), Twitter e afins.I LOVE essa vida de internauta bem-sucedida.VIVA A WEB!


POS SCRIPTUM: O parágrafo finalizador deste post possui propositalmente termos hiperbolizados, utilizados somente para fins de efeito; não devem estes ser interpretados literalmente.